22/06/2017

Informação, êta bicho indomável !

É relativamente fácil, como se vê novamente, comprar a Rede Globo de Televisão: compram uma rede de várias emissoras da TV aberta, estrategicamente espalhadas pelo país e pelo mundo, e levam de brinde alguns canais por assinatura, um ainda grande jornal carioca, uma revista de circulação nacional e um portentoso serviço de informações pela via eletrônica...

A Globo tem memória curta: demonstra já ter esquecido o escândalo do Proconsult (1982) quando uma sofisticada manobra na contagem dos votos, liderada pela emissora, quase rouba a eleição de Leonel Brizola ao governo do Rio de Janeiro; tudo foi feito sob a proteção dos militares que tentavam evitar a ascensão de um “esquerdista” e proteger um aliado do regime, o eterno Wellington Moreira Franco...

É fácil comprar as emissoras menores – SBT, Record, Bandeirantes. Virão todas  no mesmo pacote ! Até as igrejas evangélicas já compraram uma delas, a Bandeirantes, não é mesmo ? E a outra, o SBT, se vendeu pela bagatela de dois bilhões de reais pra tapar o rombo do Banco Panamericano...


Está a cada dia mais fácil comprar os grandes jornalões brasileiros; antes trincheiras da Democracia, hoje, ameaçados pela crise devastadora do meio impresso, se vendem a preço de banana… Só o Estadão ainda resiste, mas se não se precaver, afundará sem ter ninguém pra chorar a sua morte...

QUERO VER É ALGUÉM COMPRAR A INTERNET!!!

Minhas amigas e meus amigos, temos de agradecer de joelho  o inventor – ou os inventores - dessa maravilha!

A INTERNET é a grande invenção deste desabrochar  do Segundo Milênio!

Com ela, a informação se tornou um bicho indomável! Ou incomprável, como diria Rogério Magri… Não há como aprisioná-la, não há como – viu Lula, Temer, Joesley, Dilma, Eduardo Cunha, para ficarmos apenas com os ladrões mais proeminentes do momento – fazer as coisas no escurinho do cinema, na penumbra, nas catacumbas do off;  não, não há mais!

Haverá sempre uma câmera escondida, um gravador, um blogueiro, um jornalista, um cidadão do bem, de olho em vocês...a informação vai chegar ao destino que vocês tentaram evitar, vai chegar cada vez com maior rapidez, com maior precisão, com maior  clareza....Vai chegar a todos os rincões do país e do mundo ! Eu disse “do mundo !”, pensem nisso também....

Ah, mas existem os algoritmos, essa malévola invenção dos desenvolvedores e estes podem deixá-lo de fora do compartilhamento de uma informação relevante ! Não faz mal não ! Encontraremos os meios mais eficazes de driblar os algoritmos… Já há pessoas que o fazem com sucesso: quando desconfiam que o Facebook, como exemplo,  não lhe manda mais aqueles artigos de  amigos que sabem das coisas, dão um drible nos algoritmos e vão direto à fonte,  ou seja, à página dele no sistema...

FUSÃO NA VEIA !

A Internet é uma magnífica fusão de todas as linguagens ! A Internet é jornalismo, literatura, cinema, televisão, rádio, teatro, fantoche, mamulengo, mímica, banner, outdoor, desenho animado, a Internet é humor e humor de alta qualidade !

A Internet é a mídia de todas as mídias !

A Internet é libertária, a Internet é luz, claridade onde antes prevalecia a penumbra, o segredo de alcova, os mistérios muitas vezes insondáveis, as trevas!

Pela Internet podemos fazer uma visita-surpresa à mansão do Eike Batista; pela Internet, podemos bisbilhotar o sítio do Lula em Atibaia e admirar o seu esplêndido casal de cisnes; visitar as obras de arte confiscadas dos ladrões, expostas em Curitiba...conhecer a ilha do Sarney, lá no Maranhão!

Pela Internet, desvendamos e desvendaremos todos os segredos e mistérios das alcovas e  catacumbas! Os povos do mundo inteiro ganharam luminosidade e as tecnologias de acesso, como  previsto pelos cientistas do MIT há muito tempo, cada vez mais poderão ser feitas em casa...

Grande aliado da Internet, o satélite pode muito bem levar uma informação daqui para ali ou trazer de lá para cá na velocidade da luz...não existem barreiras para o satélite, nem censura, nem distâncias, nem mar, nem maremoto, nem erupção ...já vivemos num planeta inteiramente conectado e num planeta que será cada vez mais conectado...

Meu amigo Ethevaldo Siqueira avisa que a chamada Internet das Coisas expande-se a galope: até 2020 teremos 20 bilhões de objetos conversando com objetos!

Vamos a alguns exemplos bem práticos desse novo mundo:

1- Este ano (2017) surgiu com a eclosão de várias chacinas em presídios lá no extremo norte do país ! Os presídios brasileiros – não se enxergava com tanta clareza – foram transformados em trincheiras de organizações criminosas e esconderijo das atrocidades regionais; inchavam  - e ainda incham - os presídios como tumores incrustados nas pernas  da sociedade brasileira: a internet foi a lanceta que fez o pus vazar e encobrir-nos – e ao mundo inteiro - de horror e vergonha ! Pela internet assistimos, escandalizados, os algozes exibindo a cabeça de suas vítimas, degoladas...

2- Em 2016, tivemos a primeira eleição com a presença de uma Internet massificada; e o PT quase foi varrido da política brasileira !

3- Também neste 2017, que tem tudo pra registrar o triunfo da Lava Jato, ainda vemos as velhas lideranças apodrecidas – Lula, Temer, Dilma, o presidiário Eduardo Cunha e vários outros coadjuvantes – unirem-se ao capitalismo-bandido e à mídia conivente para manipular a opinião pública e tentar vender mentiras como se fossem verdade...esqueceram-se todos – ladrões e criminosos – da existência da Internet....

Chamo a atenção, em especial, para  duas sínteses magistralmente aplicadas pelas redes sociais:

1ª- Josias de Sousa, dono de um blog, lança a mortífera frase de humor: “Esse Joesley Batista é uma virgem de Sodoma e Gomorra !”

2ª- Numa charge (veja abaixo) – que os internautas chamam de Meme, o internauta Deio Escobar colocou Joesley Batista sentadinho no colo de um Lula grandão, boneco e ventríloquo flagrados no momento em que repetiam “TEMER É O CHEFE !"


Magnífica, não ??!!


A mansão do Eike

O sítio do Lula em Atibaia com o casal de Cisne

Obra do artista Vik Muniz, uma das peças apreendidas na Lava Jato

A ilha do Sarney

11/06/2017

SENHOR REPÚBLICA, TODO O FASCÍNIO DA VIDA DE TEOTÔNIO VILELA

        Ele foi um dos personagens mais notáveis da política brasileira no Século XX: Teotônio Vilela, hoje conhecido como O Menestrel das Alagoas, imortalizado que foi por Milton Nascimento/Carlos Brandt, em música transformada em hino das “Diretas Já”, na voz de Fafá de Belém...

        Demorou, mas apareceu um biógrafo à altura do personagem: o jornalista Carlos Marchi, autor de Senhor República, Editora Record, já em todas as boas livrarias do país a R$ 62,90!

        Quem prefacia o livro é também minha amiga Eliane Cantanhede, que diz sobre o autor: “Carlos Marchi é um dos jornalistas mais talentosos e um dos textos mais impecáveis da minha geração”.

        Carlos Marchi me fez, a pedido, um resumo da obra. Antes de transcrevê-lo gostaria de deixar registradas as circunstâncias em que tive o privilégio de conhecer Teotônio Vilela...

        Foi nos primórdios dos anos 1980, em Curitiba. Ele havia começado há várias semanas a sua famosa cruzada democrática: visitava solitariamente as principais cidades do país, contatava alguns poucos jornalistas e intelectuais, fazia pequenas reuniões em recinto fechado e gastava várias horas de conversa para expor suas convicções políticas... Vivíamos  a última fase da Ditadura Militar e ele pregava, como autêntico menestrel, a necessidade urgente do restabelecimento do estado de direito...

        Eu era na época chefe da Sucursal dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde no Paraná e fora convidado para fazer parte do pequeno grupo que foi recebê-lo no aeroporto e conduzi-lo a reuniões fechadas no centro da cidade...

        Havia sinais de exaustão do regime militar... Eu mesmo entrevistara o Brigadeiro Délio Jardim de Matos, com exclusividade... Délio estava hospedado na casa de parentes em Curitiba e eu fui levado até ele pelo então diretor da minha sucursal, Nacim Bacila Neto, que me alertara que ele falaria algo importante... E falou mesmo: foi a primeira vez que um militar (Delio era uma espécie de porta-voz do governo) admitiu que a “abertura política” estava a caminho... A entrevista foi manchete do Estadão e alcançou grande repercussão na época...

        E veio primeiro a abertura, em seguida veio a anistia, que deu início às Diretas Já! E o personagem agora biografado pelo meu amigo Carlos Marchi teve um papel importantíssimo em todo o processo coroado pela redemocratização, iniciada em 1989, com a eleição de Fernando Collor de Mello!

        Trago na lembrança a imagem de um cidadão de verdade, Teotônio Vilela!


AUTOR NOS PREPARA PARA UMA LEITURA BEM PROVEITOSA

        Vejam agora o resumo que me foi enviado por Marchi: “...acho que o essencial do livro é traçar a trajetória de um homem que evoluiu ao longo da vida política. Era um liberal clássico no começo, passou a encarnar um liberal social, digamos assim, e chegou, no final da carreira, a abraçar uma postura de esquerda.

        Acima de tudo, defendeu as liberdades; quando Carlos Lacerda propôs que a UDN ficasse contra a posse de João Goulart, Teotônio opôs-se a ele e nisso juntou-se a sua grande referência política, Milton Campos.

        O livro mostra a fundamentação do liberalismo no mundo e no Brasil; e explica a dicotomia que fulminou a UDN – uma parte queria uma democracia legítima, outra parte atuava como cassandra de golpes.

        Cometeu dois grandes equívocos – apoiou o impeachment do governador Muniz Falcão, em 1957 (quando foi relator do impeachment na Assembleia alagoana), e que redundou no trágico tiroteio na Assembleia; e apoiou o golpe de 1964. Mas foi o grande artífice da anistia, quando fustigou o governo Figueiredo com uma campanha nacional de visitas aos presos políticos.

        Acabou candidato à presidência da República (o PCdoB o lançaria) mas foi abatido pelo câncer”.

        Teotônio Vilela nasceu em Viçosa (maio de 1917) e morreu em Maceió (novembro de 1983)...

        Além de descrever sua surpreendente carreira política, o livro traz muitas  revelações, como a informação de que ele quase foi cassado duas vezes: na primeira, foi salvo pelo governador de Alagoas, Luiz Cavalcante, general da reserva e amigo do marechal Castello Branco; na segunda, quem o livrou foi seu amigo de juventude, com quem estudou, no Rio, para entrar na Escola Militar de Realengo, o coronel Mário Andreazza.

        Há também várias outras curiosidades, como:

- A canção “Menestrel das Alagoas” foi composta por Fernando Brant e Milton Nascimento a pedido do PCdoB, que imaginava usá-la numa eventual campanha presidencial.


- A conversão de Teotônio para a esquerda foi substancialmente estimulada pela paixão devastadora que ele teve por Maria Luíza Fontenele, a primeira prefeita eleita (pelo PT) de uma capital brasileira. O amor também foi interrompido pela doença.


Teotônio Vilela, alagoano que foi de boiadeiro a Senador

06/06/2017

Exclusivo: entrevistamos Gleisi Hoffmann!

A entrevista estava prometida há vários meses, mas ela só a concedeu ao ser empossada na presidência de seu Partido:

P. Senadora Gleisi Hoffmann, quais são seus planos para reconduzir o PT ao pedestal onde era encontrado até há dois anos atrás ?

R. Tenho muito planos, a começar por dar um novo sentido à sigla partidária… na minha gestão, PT não significará mais Partido dos Trabalhadores e sim Putaria Total, muito mais condizente, não acha?

P. Acho sim… sinceridade é tudo na política...

R. Também não precisa exagerar, né ? Uma mentirinha de vez em quando não faz mal a ninguém...

P. Vamos então a um teste de sinceridade… a senhora ganhou, na brilhante trajetória política, inúmeros codinomes… a senhora se lembra de quais ?

R. Ah, são muitos ! Senadora Coxa-Branca, em homenagem ao meu Coritiba; Narizinho; Rainha do Impeachment,  Amante, nas Planilhas da Odebrecht , etc… Mas surgiu agora um último que eu a-do-rei: Rainha do Puteiro ! Bem mais condizente com o novo significado da sigla do meu Partido !

P. A senhora se esqueceu  de um último, Iogurte, por que ?

R. Achei racista ! Maldade de quem me acha branca e azeda !

P. Agora responde honestamente, quais foram as grandes conquistas da “Era PT” ?


R. Tirando o “honestamente”, termo que nunca existiu no meu dicionário, respondo que as conquistas foram inúmeras... se eu fosse mencionar todas elas não caberiam na página do seu jornal...

P. Mencione as mais importantes, a começar pela área de Saúde Pública...

R. Ah, simplificou ! Anota aí: Dengue, Chycungúnnya, Zica, Guillan  Barré, Febre Amarela, tuberculose, sífilis, desvios de verbas nunca antes verificados na história  da Saúde, perda  de  24 mil leitos na hospitalização do Sus...quer mais ? Fizemos, como se diz nos mais importantes puteiros do país, barba, cabelo e bigode...

P. A senhora por acaso sabe onde sua rainha, a mulher honesta, Dilma Rousseff, enfiou os 70 milhões de dólares em propina que recebeu da J&F ?

R. Sei, mas não posso revelar...

P. Ora, dá só uma pista, vai ?

R. Uma pista ? Bom, deixa eu pensar… ela enfiou no mesmo lugar que o Lula enfiou os seus 80 milhões de dólares... E você tá preocupado com essa merreca ?

P. Ufa ! Pensei que a senhora ia dizer que o Lula enfiou na CUT ! Outra pergunta: o que há de verdade na história de que seu  marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, roubou dinheiro de aposentados ?

R. Roubou, não ! Confiscou ! O dinheiro será devolvido com juros e correção monetária no dia 31 de fevereiro de 2018...

P. Puxa ! Então foi uma super-obra social ?!

R. Exatamente !  Mais uma grande conquista da Era PT, um partido, que agora renovado, ainda vai dar muitas outras alegrias ao povo deste país...

P. A senhora sente  orgulho de ter ajudado a expandir o Bolsa Família ?

R. Já senti… hoje a finalidade que determinou a expansão do Bolsa Família se esgotou… na verdade, expandimos o programa para fortalecer o curral eleitoral do partido no Nordeste… Hoje, não precisamos mais do Nordeste para eleger nossas lideranças… todas elas têm hoje apoio expressivo em toda parte… onde houver um trabalhador neste país, no campo ou na cidade, ele vota no PT… com a renovação a caminho  voltaremos à ribalta já nas próximas eleições...

P. Por falar em eleições, a senhora acha que o Temer deve renunciar ?

R. Eu tenho duas respostas, uma boa e outra ruim pra ele...qual delas você quer ouvir primeiro ?

P. Dá primeiro a ruim, quem sabe a gente o mata logo de uma vez..
.
R. Bom, a ruim é que o nosso partido vai fazer, nos bastidores, de tudo para deixá-lo lá até o fim do mandato, sangrando, e resolvendo todos os problemas que nossa Presidenta deixou pra ele… Quando não tiver mais sangue, lá  por 2018, o Lula entra, glorioso, recebe o país em ordem e governa sob aplausos !

P. Boa !, quer dizer bem ruim mesmo !  E a boa qual é ?

R. A boa é que a militância do partido vai sair às ruas, gritar, espernear, incendiar ônibus, etc, aos gritos de “Fora Temer !”... e você sabe que quando isso ocorre, acontece exatamente o contrário ! Ele não escapará… fica no governo até o fim pra deixar de ser traidor...

P. Última pergunta, senadora: qual foi, na sua opinião, o grande saldo positivo desses 14 anos de governo petista ?

R. Olha, vou ser outra vez muito sincera: o PT ensinou o brasileiro a roubar… ele já roubava, mas era muito amador, roubava pouquinho, só pro gasto… o meu partido profissionalizou o roubo e ensinou o brasileiro a ter ambição… você vai ver que a partir de agora, o brasileiro não vai precisar mais de programas do tipo bolsa família, crédito consignado, farmácia popular, etc… ele caminhará altivo, com as burras cheias de dinheiro...






01/06/2017

Lembremo-nos de Ruy Mesquita

        “Os problemas do Brasil decorrem da péssima qualidade de sua classe política”. A frase é do jornalista Ruy Mesquita durante palestra em Curitiba proferida no início de 1989, no momento em que apenas se insinuava a candidatura de Fernando Collor de Mello: “Eu ainda não me decidi, mas acho que votarei nesse tal de Collor, até por falta de opções”, complementou para espanto de uma plateia de empresários paranaenses, que mal conheciam o “Caçador de Marajás”.

        Ruy Mesquita faleceu em 2013 e, portanto, não teve a infelicidade de presenciar tudo o que sua verdade seria capaz de produzir. O que ele já observara em vida – e que o fazia tão pessimista com o destino do país há mais de trinta anos – traduziu-se em café pequeno perto daquilo que ainda estava por vir... Temos hoje, de modo bem caracterizado, uma tragédia causada pela ampla, geral e irrestrita desqualificação da classe política...

        Sobra alguém? Aparentemente, não! Os demagogos de ontem começam a ser substituídos pelos demagogos de hoje e temos de nos preparar para mais uma década, pelo menos, de mentira, ladroagem e escárnio... A má qualidade parece estar na gênese da política brasileira...

CADÊ A LINHA DIVISÓRIA?

        O problema está – para ficarmos nos últimos 15 anos – na total destruição da linha divisória que deve separar com rigor o público do privado... A destruição começou com Luís Inácio Lula da Silva...

        Seus colegas metalúrgicos, lá da Villares, no ABC paulista, dizem que até o dedo que lhe falta numa das mãos é resultado de uma fraude: “Ele botou o dedinho esquerdo na guilhotina de propósito para receber gorda indenização do antigo INPS”, diz S.M., morador de Valinhos (SP) e que trabalhou com ele na metalurgia, em Santo André...

        O depoimento de Emílio Odebrecht à Lava Jato traz a confirmação de que ele sempre foi um líder sindical de duas faces: de dia marcava presença nas greves e nos piquetes, à noite se reunia com os patrões; sabemos lá se não delatava aos órgãos de segurança colegas-adversários da luta sindical... Pelo que se vê, caráter ele nunca teve...

        Trouxe para o governo a mesma promiscuidade da relação empregado/patrão na vida sindical. No infindável rol de depoimentos dos executivos da Odebrecht, perceberemos com facilidade que a empreiteira era uma espécie de cozinha do Governo (e vice versa) na maior promiscuidade já havida na história da República; até reuniões estratégicas para tratar das obras do Estádio do Corinthians, em Itaquera (SP), foram realizadas – pasmem! – na casa do dono da empreiteira, Marcelo Odebrecht, que se mantém preso em Curitiba...

        No longo depoimento que prestou ao Juiz Sérgio Moro, dentro do inquérito que investiga o seu favorecimento por empreiteiras na compra e reforma do triplex do Guarujá, ele admitiu candidamente ser amigo de Leo Pinheiro (OAS) e Marcelo e Emílio (Odebrecht)... Disse que sabia separar o público do privado, mas mentiu cínica e descaradamente...

        Ele tinha uma conta corrente de milhões na Odebrecht, dinheiro administrado pelo amigão Antônio Palocci. Espera-se que isto fique definitivamente esclarecido com a delação de Antônio Palocci, em fase de negociação...

        O escândalo da J&F eclodiu menos de um mês depois de seu depoimento em Curitiba, de modo que Sérgio Moro foi poupado de ouvir mais uma de suas saraivadas de mentiras; como é que ele iria explicar a denúncia de executivos da J&F de que embolsou mais 80 milhões de propinas, sem falar do alardeado envolvimento de seu filho Lulinha nas asas da Friboi? (há tempos se ouve falar que Lulinha era sócio da JBS, mas até agora esse tipo de informação não emergiu, embora seja improvável que o BNDES tenha irrigado essas empresas com tanto dinheiro sem que o pai-presidente tenha exigido propina gorda para seu rebento)
       
        Os leitores de meu Blog – osobreviventeavc.blogspot.com.br – sabem há algum tempo  que ele, Lula, já entrou no governo imbuído das piores intenções; escrevi inúmeros textos comentando a informação de um editorial do jornal O Estado de S. Paulo (não por coincidência, os editoriais do jornal eram orientados pelo jornalista Ruy Mesquita), segundo a qual o presidente Lula vetou ainda em 2010 os dispositivos da Lei Orçamentária que fora aprovada pelo Congresso para bloquear despesas de contratos assinados pela Petrobras consideradas superfaturadas pelo TCU – Tribunal de Contas da União.

        E um detalhe importante: o veto presidencial foi encaminhado ao Congresso Nacional pela Mensagem nº41, de 26-01-2010, da Casa Civil da Presidência da República, cuja ministra-chefe era nada mais nada menos que a ilustríssima senhora Dilma Rousseff.

        Com isto, Lula e Dilma Rousseff abriram as porteiras para a grandiosa “farra do boi” com recursos da estatal que presenciaríamos nesta década...

        Pelo que sabemos hoje, o chefe dos procuradores da Lava Jato, Deltan Dallagnol, estava certíssimo em tudo o que afirmou – e demonstrou – em seu famoso, e maravilhoso, “power point”; ficou faltando o “power point” da Dilma Rousseff e, mais à frente, esperaremos pelo “power-point” de Michel Temer...

DILMA, A SANTA DO PAU-OCO

        Pupila de Lula, Dilma Rousseff tratou de esquecer toda a doutrina que aprendeu na militância em organizações armadas, pra jogar a ética no lixo e encher as burras de dinheiro...

        Hoje não mais, mas já foi usual pelos opositores do Impeatchment chamá-la de mulher honesta... Eu nunca vi honestidade nela, a não ser em suas crises de arrogância e mau humor; seu destempero fez dela um personagem esquisito dos muitos humoristas que a imitaram e ainda a imitam em festivais de deboche... Seria até cômico se não fosse trágico...

        Rezo para que um dia ela tenha de explicar quanto embolsou de comissão da roubalheira protagonizada por sua amiga Erenice Guerra, aquela mesma nomeada ministra em chefe da Casa Civil; terá de explicar ainda quanto recebeu de propina no escândalo da Petrobras; qual foi sua participação na compra da sucata de Pasadena; quanto embolsou de propina na roubalheira ocorrida nas obras de Abreu e Lima; quanto exatamente movimentou pela conta corrente que possuía no departamento de operações estruturadas da Odebrecht.

        E não é apenas isso, fora o que ainda está por ser revelado, e não será pouco, terá de explicar onde estão os 70 milhões que recebeu da J&F; e quanto levou de comissão nas obras de estádios que serviram para a realização da Copa do Mundo em seu governo; a grande maioria dessas obras foi superfaturada... O Brasil perdeu de 7 a 1, da Alemanha, mas a presidente da República no ano da Copa multiplicou por sete suas contas bancárias, espalhadas pelos paraísos ficais do planeta...

        O espantoso é que existem “intelectuais”, estudantes destes novos tempos, jornalistas, artistas e militantes do PT que ainda acreditam que ela é uma mulher honesta...

E CHEGAMOS A MICHEL TEMER

        Com sua empáfia, acreditávamos que ele fora responsável por pequenos roubos para ajudar amigos em campanha, mas sem exageros...

        Com perplexidade, descobrimos agora, com a história de sua conversa com Joesley Batista, da J& F, que Michel Temer é  tão sujo quanto os dois presidentes que o antecederam...

        Podemos esquecer até o conteúdo pusilânime da conversa... O fato de um presidente da República receber em casa, no Palácio Jaburu, altas horas da noite, um empresário imundo, saqueador do BNDES, investigado pelo Ministério Público, grande devedor da Previdência, já é um ato que o faz merecedor do impeachment...

        Temos de tomar cuidado com ele... O que um criminoso não poderá fazer para se manter no cargo? Michel Temer – isto ficou escancarado agora – sempre trabalhou contra a Lava Jato... É tão dissimulado quanto Dilma Rousseff...

        As pessoas de bem, a maioria absoluta dos brasileiros, devem ficar extremamente vigilantes a partir de agora... Temos de ficar preparados para sair às ruas aos milhões diante de qualquer ameaça mais séria de destruição da Lava Jato...

        Temos de imitar o que foi feito pela população da Romênia e da Coréia do Sul...

        A ameaça pode se materializar com a troca do diretor da Polícia  Federal, Leandro Daiello Coimbra, pelo ministro da (in) Justiça, o parceiro e cúmplice de Michel Temer, Torquato Jardim... Não foi pra fazer outra coisa além de destruir
a Lava Jato que essa imundície foi nomeada ministro da Justiça!


Jornalista Ruy Mesquita

Trio de ladrões...

29/05/2017

Dilemas de Temer, desgraças do Brasil


Todo o conteúdo da fita que nos apresenta a conversa noturna e soturna do empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer é absolutamente verdadeiro!

É o que deduzimos dessa “reforminha” ministerial que trocou Osmar Serraglio por Torquato Jardim na Justiça… Essa “reforma” – entendam – representa uma dupla manobra de Michel Temer, ambas sábias e malandras.

Observemos alguns pontos:

1. Rodrigo Rocha Loures, o deputado do PMDB paranaense, era suplente de Serraglio na Câmara; ao ser nomeado Ministro da Justiça, Serraglio abriu vaga na Câmara para o amigo de Temer, portador da 1ª. Mala com quinhentos mil reais de uma longa série semanal que seria mantida pela J&F por muitos anos...
2. Ao virar deputado, Rodrigo Rocha Loures penetrou no seleto círculo dos políticos com Foro Privilegiado, o que faz com que seus crimes sejam investigados pelo STF. É por isso que ele está grudado em Temer na investigação...
3. A “reforminha” tem por objetivo, em primeiro lugar, separar o inquérito e devolver o caso de  Rocha Loures para a 1ª.instância, em Curitiba… Como Rodrigo já ameaça fazer uma delação premiada, o melhor que se pode fazer é botar o moço no colo do Juiz Sergio Moro, por enquanto… E com isto ganhar um bom tempo...
4. O segundo objetivo da “reforminha” é botar um bom xerife na Justiça; xerife, entendam, para caçar a Lava Jato… Não é por mero acaso que o novo Ministro,Torquato Jardim, amigo de Temer há mais de 30 anos, que já  fez muitas críticas à  República de Curitiba, não nega que poderá mexer no comando da Polícia Federal, o que é, eu diria, assustador...
5. Reparem que até agora  -  29-05 – Serraglio não aceitou assumir o Ministério da Transparência..Presumivelmente, fazem neste momento muita pressão e ameaças pra ver se Rodrigo desiste da delação… Em caso de dúvida, Serraglio volta pra Câmara com a missão de derrubar o Foro Privilegiado do amiguinho de  Temer...

6. Nesta terça-feira - 30-05 - surgiram duas novidades: 1a. Serraglio recusou o Ministério da Transparência e anunciou seu retorno à Câmara...2a. Michel Temer deixa escapar que deve convidar outro deputado peemedebista do Paraná só para devolver o Foro Privilegiado ao Cúmplice Rodrigo Rocha Loures, suplente de qualquer vaga que se abra na bancada paranaense na Câmara...

Já é mais do que visível que Michel Temer alinhou-se e aliou-se a todo tipo de Organização Criminosa e trabalha fortemente sob o lema de “um presidente por  todos os ladrões e criminosos e todos contra a Lava Jato”.
Estamos, nós pessoas de bem e lúcidas, numa sinuca de bico – se aderimos ao Fora Temer estaremos nos alinhando a esse bando de cretinos, que defende a mesma coisa, mas por razões abjetas; se não fizermos nada pra barrar um presidente- aliado de bandidos e corruptos, contribuiremos para destruição de iniciativas que vieram para salvar o país das garras dessa legião de saqueadores...
O que fazer ? Quem tiver alguma alternativa, por favor, apresente-a – e rapidamente, antes que seja tarde demais...

Michel Temer e Joesley Batista


Rodrigo Rocha carregando a propina

Osmar Serraglio

Torquato Jardim



20/05/2017

AOS LEITORES DE MEU BLOG, AMIGOS E AMIGAS DO FACEBOOK

        Comunico a todos a que me manterei internado na Rede de Reabilitação Lucy Montoro (SP) por mais uma semana... este fim-de-semana tirei o que eles chamam de alta terapêutica....

        Saio de alta médica apenas no dia 26-05...

        Fui internado justamente durante essa hecatombe política... vejo tudo pela televisão  e evito usar computador e celular...

        Como vou estar em casa sábado e domingo, aproveitarei para escrever um artigo para meu blog sobre esse maremoto, quando tentarei mostrar  que a profunda crise  que vivenciamos se nutre da  mistura  do público e o privado levada às últimas consequência\s nos governos de Lula, Dilma e Temer...


        Peço desculpas por não compartilhar, sistematicamente como fazia, os informes de O Antagonista... Retomarei a divulgação deste material a partir do dia 26...

MINHA HISTÓRIA
        Para quem ainda não sabe, eu Sofri um AVC isquêmico, fulminante, durante as 3 horas e meia de circulação extra corpórea a que fui submetido para implantação, no Hospital da Unicamp, em Campinas, de duas pontes de safena e uma mamária ...Aconteceu no finalzinho de julho 2013...

        Estava com as coronárias entupidas devido a cigarro e alimentação completamente inadequada....Tive o lado direito (braço e pena) paralisado... sou cadeirante  há quase quatro anos...graças ao Lucy Montoro, ao Fisioterapeuta Léo Benatti, e a inúmeros outros médicos de ótima qualidade, já recuperei a mobilidade do braço direito e devo sair caminhando desta quarta internação...já ando em barras, caminho bons percursos de andador e durante esta semana dei meus primeiros passos sem nenhum apoio...

        Me aguardem, pois... beijos e abraços a todos  leitores do meu blog - osobreviventeavc.blogspot.com.br - e aos mais de 4 mil amigos e amigas do Facebook.

06/05/2017

João Dória, um osso duro de roer em 2018

        Lula ou seja lá quem for o candidato dos partidos de oposição vai enfrentar um osso duro de roer na campanha de 2018: o osso chama-se João Doria, é prefeito da maior cidade da América Latina e uma das maiores do mundo, São Paulo; é paulistano, sagitariano e tem 58 anos de idade; muitas virtudes e nenhum defeito aparente; ficha limpa, comunicador excepcional, bem relacionado com lideranças empresariais do país, memória prodigiosa, o que mais?

        Em resumo, é o candidato que todos os partidos, sem exceção, gostariam de ter para lançar na campanha que se avizinha num clima de convulsão política!

        Mas, afinal, quem é João Dória? Antes de ser político, é um comunicador e, como tal, ganhou dinheiro, se enriqueceu – tinha uma empresa de eventos e marketing. Organizava excursões internacionais e levava empresários – os mais proeminentes – para convescotes no exterior. E ele ia junto, criando uma portentosa network: entre os grandes líderes empresariais de todo o país, não há um só que não o conheça. É por isso que sua administração em São Paulo já nasceu com vigoroso apoio das empresas.

        Sua empresa criou ainda um fórum para reunir empresários e discutir os problemas da economia brasileira. O fórum alimentava seu programa de televisão semanal com entrevistados de todos os calibres e de todos os segmentos; pessoas que se destacavam na atividade empresarial, na esportiva, nas passarelas da moda tinham espaço garantido em seu programa de TV para entrevistas competentes, pois o entrevistador nadava de braçada em quase todos os assuntos. E se preparava para entrevistar...

        Outras marcas de João Doria, popularizadas em sua enorme rede de contatos, são seu gosto pelo trabalho – é um exemplar típico do que chamam de workaholic – sua pontualidade e o rigor na cobrança de responsabilidades de seus colaboradores... Levanta cedo, estica ao máximo seu tempo de trabalho e cobra, com elegância e rigor, quem desafina... Folgou com ele é demissão na certa, como aconteceu, recentemente, com a amiga Sônia Francine, representante de um partido aliado, o PPS. Nomeada secretária do Desenvolvimento Social, a própria Soninha, como é conhecida em São Paulo, admitiu que falhara no exercício da função. Foi demitida pelo prefeito ao vivo e em cores frente a câmeras de TV.

O AMIGO, UM SÁBIO

        Ah, não poderia deixar de mencionar um dos quadros de seu programa de TV: a fala de seu amigo Luiz Marins, antropólogo e um dos consultores empresariais mais brilhantes do país (eu já assisti a uma de suas palestras, em Curitiba, há quatro anos: foi um dos eventos mais instrutivos que já presenciei na vida).

        Não é difícil imaginar qual deve ser seu desempenho nas eleições de 2018 (Já parece certo que as lideranças todas do seu partido, o PSDB – Aécio Neves, Geraldo Alckmin, José Serra – seriamente implicadas na Lavajato se afastarão para abrir passagem para ele).

        Eu zapeava na frente do televisor e percebi  que ele era entrevistado, parei e vi com atenção. O entrevistador era ninguém menos que o Ratinho, o ícone dos programas populares do SBT.

        Impossível mudar de canal, suas palavras cortam como lâmina e ele parece retirar da boca de cada um de nós as palavras que gostaríamos de dizer...

        Era visível tratar-se de uma daquelas entrevistas “arranjadas” pela alta direção da emissora... Como a Polícia Federal investiga o ainda misterioso caso da venda do Banco Panamericano por Sílvio Santos para o BTG Pactual, o SBT vive neste momento mais um surto de puxa-saquismo explícito...

        Ainda assim, João Dória mostrou porque vai ser um osso duro de roer em 2018:

        - Comunicador excepcional: linguagem direta, objetiva e clara. Frases curtas, sempre na ordem direta, não usa nenhum dos termos empregados rotineiramente por seu padrinho Geraldo Alckmin e que obrigam os telespectadores a recorrer a dicionários.

        - Memória prodigiosa, relembra números, datas, leis... ”Até 2020, São Paulo terá 10 mil câmeras vigiando ruas, avenidas e praças...” E é exatamente isso que aparece no Google e mais: o número – 10 mil – será atingido porque empresas que já implantaram câmeras de vigilância aceitaram o pedido do prefeito para conectá-las ao sistema municipal...

        - Um recorde na Saúde: ao pegar a prefeitura das mãos do petista e amigo do Lula, Fernando Haddad, havia nada menos de 600 mil consultas em atraso no sistema público... Pois bem, depois de pedir e conseguir a colaboração de todos os grandes e famosos hospitais de São Paulo – Albert Einstein, Beneficência Portuguesa, etc. etc. – João Doria zerou essa vergonhosa conta em 82 dias de gestão: “Já acabamos com a fila das consultas e mais: milhares de pessoas foram atendidas em hospitais de ricos e que nos cobram preço do SUS”, diz com justo orgulho.

        - Pichação é crime... Quem circulou de carro ou de ônibus pelas ruas de São Paulo nos últimos tempos deve ter ficado horrorizado com as pichações, em todas as paredes, em todos os muros, em todos os monumentos... São Paulo vinha carregando essa sujeira obstinadamente... Ao desfraldar o lema “pichação é crime”, Dória, aliado à Câmara de Vereadores, decretou guerra aos pichadores e começa a vencê-la! “Pela lei recentemente aprovada pela Câmara, o indivíduo que for flagrado na primeira pichação leva multa de R$ 4 mil; no segundo flagrante, a multa dobra, sem contar as prisões... Já somos a administração que mais prendeu pichadores na história de São Paulo”.

COMPREENSÃO FINA DOS PROBLEMAS URBANOS

        - Lixo & Enchentes... Outro horror típico de São Paulo são as calçadas transformadas em depósito de lixo... O prefeito disserta com clareza sobre as consequências de mais esse crime contra a cidade: “A água da chuva arrasta o lixo para bueiros e galerias e tudo vai entupindo... Com certeza, grande parte das enchentes é causada por esse lixo... Aumentamos substancialmente a fiscalização e ampliamos também substancialmente o número de câmeras de vigilância... Serão dez mil câmeras em 2020... Não demora muito, saberemos identificar os infratores...”

        - Um prefeito-fiscal... Sem avisar, ele desembarca em escolas, postos de saúde e outros equipamentos públicos... Vistoria tudo, adverte com energia e elegância quando encontra negligência ou omissão, identifica problemas e dali mesmo, pelo celular, busca soluções; se tudo estiver em ordem, reúne toda equipe responsável e distribui elogios e parabéns... ”Agora mesmo, a caminho daqui, visitei um posto de saúde... Gostei de tudo o que vi... Elogiei muito, médicos, enfermeiros, equipes de apoio...”

        -  Doou a entidades de apoio social todos os salários que recebeu como prefeito – valor bruto de R$ 24 mil, R$ 17,4 mil, com descontos de praxe – e promete fazer o mesmo com todos os salários que receberá até o final do mandato: “...não estou na política pra ganhar dinheiro, estou na política para servir o público, sou um servidor público, gosto do que faço !

        Sua casa em São Paulo – dizem – vale mais de 50 milhões de reais... O valor foi usado por Lula pra dizer às vésperas das eleições:

        - Não acredito que São Paulo vai eleger um homem que mora numa casa que vale mais de 50 milhões...
        Doria soube e fuzilou: “Vale mais de 50 milhões, mas eu a comprei com meu dinheiro... Falas pro Lula que eu vou visitá-lo em Curitiba...”

        São Paulo o elegeu em primeiro turno e, pelo que revelam as últimas pesquisas, está muito satisfeita com ele: em fins de março já tinha 70% de aprovação!

"Implicada na Lava Jato, a cúpula tucana - Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin - já começa abrir alas para a passagem de João Dória (acima)"


27/04/2017

Versão bem brasileira de “A Lei do Amor”

        Ao fim deste 2017, completarei 70 anos! É o ocaso da minha geração que deixa como herança a filhos, netos, bisnetos, um país coalhado – e dominado – por Janetes e Magnólias. É triste, deprimente, mas somos obrigados a reconhecer: fracassamos!

        Janete, sabemos, é Dilma Rousseff. Ela mesma se deu o apelido depois de varrida da Presidência da República; recolhida em sua residência de Porto Alegre, entrevistada por um repórter de TV, revelou que escreve um romance policial cujo protagonista será Janete:

- Quando recebo um desses telefonemas de telemarketing, atendo com o nome de Janete, disse.

        Em menos de uma década, virou símbolo de irresponsabilidade fiscal, incompetência administrativa, perversidade e prevaricação. Sua marca é a dissimulação: mente tão perfeitamente que é capaz de convencer milhares de pessoas de que é honesta... Ainda recentemente correu o mundo para falar de sua “honestidade”... com certeza, mais alguns milhares de incautos de língua estrangeira acreditaram nela...

        Agora mesmo surgem informações, incontestáveis,  de  que a campanha que a reelegeu em 2014 foi a mais corrupta e desonesta da história da República...E ela conhecia toda a podridão em detalhes...

        E a Magnólia? Explico a quem não acompanhou a novela das 9, na Globo, A Lei do Amor, encerrada no início de abril: Magnólia era o nome de um dos personagens centrais, interpretado por Vera Holtz. Magnólia é capaz de tudo para preservar seus interesses: matar a sangue frio, corromper e roubar, capaz de ter um tórrido romance com o marido da filha, etc. etc...

        Nos últimos capítulos, ela se superou: sequestrou e torturou uma mulher grávida; e não foi apenas isso: Magnólia sabia que a criança que estava pra nascer era a única esperança de vida da filha da moça sequestrada; com uma recidiva de leucemia, precisava de um doador compatível para realizar um transplante de medula óssea; o único doador compatível era o bebê na barriga da moça espancada no cativeiro. Tudo isso, ela sabia, serviu apenas pra Magnólia achacar um banqueiro em 30 milhões de dólares.

SÍNTESE PERFEITA DE NOSSOS POLÍTICOS

        Quer dizer, Magnólia é uma síntese dos políticos e muitos empresários deste país, a começar por Lula, pai e filho Odebrecht, Eike Batista, Sergio Cabral, Guido Mantega, Antônio Palocci, Zé Dirceu, etc, etc, etc... Gente que é capaz de roubar o dinheiro da saúde, da merenda escolar, etc... Aliás, Lula é uma perfeita Magnólia; só falta usar saia e marcar no peito, com ferro incandescente, Marcello Odebrecht, seu grande financiador (Magnólia também, quando jovenzinha, cravou sua marca a ferro quente no peito de Tião Maia, o  banqueiro que a perseguiu atrás de  vingança)...

        Olho para Lula e me lembro de Magnólia; olho pro Marcelo Odebrecht e me lembro de Magnólia; olho para Emílio Odebrecht  e me lembro de Magnólia, olho pra tantos outros poderosos deste país e me lembro de Magnólia; olho para Renan Calheiros e não paro de pensar em Magnólia; olho pro Rodrigo Maia e vejo a fuça da Magnólia;  olho para alguns ministros do STF e me lembro de Magnólia .

        Vejo digitais de Magnólia no rosto de muita gente graúda deste  governo, no rosto dos líderes partidários (quase todos), no rosto de quase todos os empreiteiros de obra, de inúmeros sindicalistas...

        Obra pública neste país virou sinônimo de bandalheira; a bem da verdade, isto é antigo, vem desde o Império, mas nas últimas duas décadas, sob patrocínio do PT, transformou-se em regra... Superfaturar, desviar, roubar, é obrigação de quem está no poder, não importa o partido ou a instância federativa... Nunca se roubou tanto como nos tempos de Lula e Dilma Rousseff...

        Durante todo o processo do impeachment, vimos um Congresso Nacional coalhado de Janetes e Magnólias, gente dedicada a prevaricação das grossas, gente dissimulada como Janete e gente de caráter gelatinoso como Magnólia... Gente que rouba, assalta, tem casos amorosos com genros e noras, mata e manda matar a sangue frio, sequestra e tortura mulheres grávidas... Um horror!!!

MEUS DESENCANTOS

        Está certo, fracassamos ! Mas, e agora, o que fazer?

        Para não dizer que nosso legado é todo ele imprestável, digo que deixaremos como herança também os juízes Sérgio Moro (Curitiba) e Marcelo Bretas (Rio de Janeiro), Nivaldo Brunoni e João Pedro Gebran Neto (2ª. Instância, Porto Alegre), um pelotão de jovens promotores públicos capitaneado em Curitiba por Deltan Dallagnol, e homens de variado perfil que compõem o contingente da Polícia Federal em vários estados brasileiros... Não é pouco, mas a luta será renhida!

        Dos outros da minha idade, eu não sei. Mas eu me atribuo algumas missões especiais neste último ciclo da vida. A primeira delas é contribuir com todas as forças para não deixar que as palavras do procurador Deltan Dallagnol caiam no vazio... Foi ele que pronunciou, com todas as letras, a grande verdade deste quarto de Século: “Lula, o metalúrgico, é o poderoso chefão da Organização Criminosa que avassala o País”...
        Eu já sabia disso desde os primórdios do Mensalão...sempre achei que Zé Dirceu não faria tudo o que fez se não agisse em conluio e obediência a seu chefe, Luiz Inácio LULA da Silva...

        Magnólia morreu atirando-se embaixo de um trem... Suas réplicas não terão o mesmo destemor... Têm vida de nababos e esperneiam para  escapar da Lavajato... Se a minha geração permitir que isso aconteça, juro que pensarei também em me atirar embaixo de um trem...

        Eia, sus! Não permitamos que “A Lei do Amor” à brasileira tenha esse cheiro nauseabundo da Magnólia...

Magnólia, no alto, sintetiza a alma dos grandes líderes....
Zé Dirceu jamais teria feito o que fez, desde o Mensalão, se não fosse autorizado pelo Poderoso Chefão...

O banqueiro Tião Maia carrega no peito a marca de ferro incandescente cravado por Magnólia... 
Sérgio Moro, o bom legado da minha geração....